segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Panorama musical da última década

Nesse final de ano, inevitavelmente costumamos fazer o que chamamos de balanço, para ver o que de melhor (ou nem tanto) aconteceu no ano que está acabando. Por acaso, pesquisei o que aconteceu na música desde 2000 até agora, com alguns comentários:

- O Hip-hop se torna o gênero musical mais popular nos Estados Unidos, substituindo o rock. Creio que que o rock e o blue sempre tiveram e sempre vão ter um público, se não muito grande, dedicado e fiel. Algumas rádios na web, como a canadense Q107 , há tempos toca classic rock dia e noite. O problema é que as rádios normais (AM e FM), tem uma programação essencialmente voltada para o lado comercial e jamais vão tocar, por exemplo, uma musica do Rush, Uriah Heep ou Led Zeppelin. Eventualmente poderiam ter um espaço dedicado ao bom e velho Rock'nRoll.

- Popularização da Black Music,com artistas como Eminem, Beyoncé, 50 Cent, Tragedy, Daddy Yankee, Akon, Black Eyed Peas, Pussycat Dolls, Chris Brown, Mariah Carey entre outros.
Fiquem à vontade para comentar. Eu não gosto... mas não quero dizer que seja ruim...

- Entram em moda o gênero pop adolescente, tendo como principais expoentes o Westlife, Shakira, Christina Aguilera, Britney Spears, Fergie, Miley Cyrus, Avril Lavigne, RBD, High School Musical, Broz, Luka, Kely Key, Latino e os Jonas Brothers.
Bem, se não me engano, em música não há moda, mas... Por outro lado, alguns dos citados, como Shakira, Aguilera ou Avril tem até alguns méritos, mas os outros..., melhor deixar prá lá.

- Entra em cena o Metal Melódico, com músicas tocadas à velocidade da luz e com melodias intensas, destacando-se a produção perfeita. Seus principais nomes são: Rhapsody of Fire, Edguy, Avantasia, Sonata Arctica e Dragonforce. Proliferam as bandas com vocalistas femininas : Nightwish, Evanescence, Epica, After Forever, Within Temptation, Lacuna Coil ,Paramore, etc.
Estes parecem ter bebido da boa fonte (cito aqui o Queensryche). Não sou exatamente fã, mas alguns discos são bons. De vez em quando ouço os primeiros discos do Nigthwish.

- A banda paulista Angra estoura no exterior com sua nova formação, tornando-se, ao lado do Sepultura e de Pitty, os artistas brasileiros a fazerem mais sucesso fora do país.
É exatamente o que eu já disse no início, os caras são bons, o trabalho é de qualidade e infelizmente não fazem sucesso em sua própria terra. Fazer o que se o país prefere pagode, axé music e (arrrrrrrgggggghhhh!!!!) sertanejo (que já começam a sair de "moda")?

- Popularização da música Dance e Eletrônica, como Lasgo, Ian van dahl, ATB, Astroline, DJ Sammy, Gigi d´agostino, Gabry Ponte, DJ Ross, Magic Box,Érika, Kasino, Luigi Mangini, DJ Juan Martinez.
Saudade do Kraftwerk. Se pelo menos eles tivessem feito um pequeno estágio com o Tangerine Dream...!!!


- Depois de dez anos, o Glam/Hard Rock retorna com certa força em diversos países, menos nos EUA. As duas princípais referências são Backyard Babies, The Hellacopters e The Darkness;
É difícil falar em glam rock sem me lembrar de David Bowie e o T.Rex, de Marc Bolan...

- Repopularização do Punk Rock anos 80 em pequenos grupos
E quem disse que o Clash, Ramones ou Sex Pistols saíram de cena??

- Ressurge o indie rock na Europa, protagonizado especialmente por Franz Ferdinand e Kaiser Chiefs;
Já ouvi algumas músicas do Kaiser Chiefs e gostei



Bem, por hoje é só. Sei que alguns vão dizer que não falei do cenário nacional, mas se teve alguém que surgiu no Brasil desde 2000 ou até há mais tempo, por favor, fiquem à vontade para comentar ou postar. Abraço.