quarta-feira, 12 de agosto de 2009


Power Windows é o 11º disco de estúdio foi lançado em 1985, foi gravado nos estúdios The Manor na Inglaterra, Air Studios em Montserrat no Sarm East em Londres.
Power Windows vem com mais sintetizadores no som da banda. Geralmente curtos, ecos de guitarra explodem tendendo a ser mais numerosos que solos, bem como riffs. "The Big Money" e "Mystic Rhythms" foram feitas com vídeos musicais da MTV em destaque no momento.
As letras são focadas primariamente em várias manifestações de poder. Por exemplo, a música "Manhattan Project", explora as origens e conseqüências do desenvolvimento da bomba atômica pelos militares americanos, e "Territories" comenta o nacionalismo pelo mundo afora. Como "Subdivisions," de Signals, "Middletown Dreams" explora a monotonia suburbana e pessoas comuns tentando escapar dela temporariamente.
Em fevereiro de 1985, o trabalho começa em Elora Sound por três semanas em um celeiro com um estúdio de 24 canais. Geddy Lee e Alex Lifeson iam trabalhando nas canções que calçariam as letras de Neil Pear, escritas em uma pequena mesa. Durante este tempo, Peart pesquisava o Projeto Manhattan preparando-se para escrever "The Manhattan Project”. Ele também escreveu os contornos brutos de "The Big Money", "Mystic Rhythms" e "Marathon". Lee e Lifeson apoiados por jams e fitas de riffs de Lifeson, escreveram as músicas para essas canções, com cada canção levando até uma semana. Em seguida, iniciou-se em "Middletown Dreams", "Marathon", uma vez mais, e, em seguida, "Grand Designs".
Peart, munido de fitas foi para um hotel em Miami em março, ficando pronto para o aquecimento para a turnê em Lakeland, Flórida. Neste ponto, a banda reuniu-se com o engenheiro James “Jimbo” Barton, recomendado por Peter Collins. Mais tarde em Elora, as canções cujas letras Peart estava batalhando, "Territories" e "Manhattan Project", começaram a juntar-se. Peart estava também trabalhando na letra de uma balada chamada "Emotion Detector", que parecia combinar perfeitamente com o disco. A música para "Territories" também foi arranjada, e uma gravação com sete canções foi criada. Eles tiveram problemas para escrever a música para "Manhattan Project", mas Collins contribuiu com idéias para essa e outras canções.
Em abril, no Studio Manor, na Inglaterra, faixas básicas foram gravadas de forma mais rápida que o habitual, no espaço de poucas semanas, para captar performances espontâneas, prontas para overdubs. Andy Richards foi levado para ajuda extra no teclado de programação e de espetáculo. Um técnico em baterias foi enviado a Londres para buscar tambores africanos e indianos para utilização em "Mystic Rhythms" e bongôs também foram utilizados em "Territories".
Lifeson começou a gravar os overdubs de guitarra em maio no Air Studios em Montserrat. Em seguida, em junho, no estúdio Sarm East, em Londres, ele começou nos solos de guitarra e Lee fez os vocais. Eles se mudaram para uma casa em Julho para a mixagem, uma decisão sobre o track list, os trabalhos de arte, créditos e fotos. Cordas foram gravadas para o álbum por uma orquestra de 30 integrantes no Studio 1, nos estúdios Abbey Road em agosto. Um coro de 25 vozes também foi gravado no Angel Studios para o fim de "Marathon". Em setembro, Lee supervisionou a masterização em Nova York, e fotos foram aprovadas para a capa do álbum.

Faixas
1. "The Big Money"
2. "Grand Designs"
3. "Manhattan Project"
4. "Marathon"
5. "Territories"
6. "Middletown Dreams"
7. "Emotion Detector"
8. "Mystic Rhythms"