quarta-feira, 7 de abril de 2010

Rock - Atualidades - Roger Hodgson



Um dos maiores ícones mundiais do rock progressivo dos anos 70 e 80 volta ao Brasil para realização de turnê em 3 capitais brasileiras. Em São Paulo ele se apresenta dia 14 de maio na Via Funchal.

Roger Hodgson, nasceu em 21 de março de 1950, na Inglaterra, é um músico e cantor inglês e co-fundador da banda Supertramp. Conhecido por sua voz poder atingir altos agudos, uma marca registrada do Supertramp. É o coração e a alma do grupo SUPERTRAMP. Dono de uma das vozes mais reconhecíveis da história do rock e de músicas que marcaram toda uma geração.

Durante 14 anos, Roger foi vocalista e líder do SUPERTRAMP, onde sua música e sua voz fizeram da banda um fenômeno do rock mundial com mais de 60 milhões de discos vendidos.

Supertramp foi a banda britânica de rock que lançou e emplacou uma série de álbuns de sucesso nos anos 70. No princípio, gravavam mais álbuns conceituais, mas tornaram-se conhecidos mundialmente por suas posteriores canções ao estilo dos Beatles, como “Dreamer”, “Give a Little Bit”, “The Logical Song”, “Breakfast in América”, “Goodbye Stranger” e uma série de outros sucessos.

O Supertramp no auge de sua popularidade, era considerada a banda de rock que mais vendia no mundo. E realmente, a banda era um sucesso tão estrondoso quanto os Rolling Stones, a diferença era que os cinco integrantes optavam por uma espécie de anonimato (talvez uma característica do estilo), sem grandes explorações comerciais da imagem individual. Segundo especialistas, esse fator comprova a qualidade natural da banda e a ratifica entre as melhores e maiores bandas da história do rock clássico internacional.

Roger Hodgson, vocalista de voz aguda e suave, com um público fiel e apaixonado, alcançou sucesso depois do lançamento de "Crime of the Century" em 1974, com seu estilo conceitual e progressivo em favor da música pop.

Roger Hodgson é o autor dos maiores sucessos do grupo, como: "The Logical Song", "Dreamer", "Give A Little Bit", "Breakfast in America", "It’s Raining Again", "Take the Long Way Home" e "Fool’s Overture".

Após o término da Banda em 1983, Hodgson investiu em sua carreira solo, lançando em 1984 o álbum “In The Eye of the Storm", vendendo mais de 2 milhões de cópias. Além de produtor do disco, Hodgson escreveu todas as músicas e tocou todos os instrumentos. Com estilo comparado ao do Supertramp, incluía faixas tais como "Had a Dream (Sleeping with the Enemy)" and "In Jeopardy".

Seu segundo álbum solo, "Hai Hai", foi lançado em 1987 e em 2000 lançou "Open the Door", gravado na França.



Fonte: www.viafunchal.com.br